Publicidade
Pedro Botelho
Crónica do Director Será isto futebol?
Opinioes
Mais Opinões
Publicidade
Empresas Comunidade soliária
Portais Universos Blogs
Publicidade
Parque Natural das Flores com guia
Ambiente

Parque Natural das Flores com guia

Foi apresentado hoje, pelo secretário regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos, o guia do Parque Natural da ilha das Flores.

O secretário regional do Ambiente e do Mar apresentou hoje, em Santa Cruz das Flores, o guia do Parque Natural daquela ilha.

Conforme explicou na ocasião, trata-se de um instrumento, elaborado de acordo com um formato-padrão, muito completo para o conhecimento e movimentação dos visitantes nas diversas parcelas do parque.

O documento indica trilhos e percursos para chegar aos sítios com interesse e, ao mesmo tempo, contém informação e fotografias da flora e fauna que existe no parque, permitindo uma melhor identificação.

Para além disso, contem uma parte complementar com uma resenha histórica da ilha, pretendendo mostrar “a forma como as pessoas, ao longo dos séculos, foram interagindo com o ambiente, criando aquilo que hoje é a paisagem açoriana”.

Este é um dos nove guias – um por cada Parque Natural de Ilha –, que estão a ser editados pelo Governo, primeiro em Português e, posteriormente, em Inglês, sendo que, segundo explicou Álamo Meneses, “tem também um conjunto de referências a marcos que estão colocados no terreno, com postos de informação numerados”, havendo uma correspondência entre o guia e os postos, com informação geológica, de fauna e de flora, bem como outras indicações úteis, como restauração e alojamento, nas proximidades.

Álamo Meneses falou, também, de uma outra iniciativa do Governo Regional que é a instalação de uma rede de estações de observação hidrometeorológicas que está a ser instalada na Região, uma das quais na Lagoa Funda, nas Flores, que o mau tempo impediu de visitar, nesta visita Estatutária de dois dias que o executivo açoriano está a realizar à ilha.

Segundo explicou, são estações automáticas que têm uma dupla função de monitorização dos recursos hídricos e de protecção civil, alertando, nomeadamente, para risco de cheias em situações de pluviosidade mais intensa.

No dia de hoje, Álamo Meneses teve ainda encontros de trabalho com os serviços de Ambiente das Flores e com uma organização não-governamental que actua nesta área.

JornalDiario

2012-05-03 14:25:00

Imprimir notícia